Voltar
 
Clique Aqui - Kodilar
 
Claudemir Peixoto elogia trabalho do Olímpia dentro da competição - Olímpia Futebol Clube - Site Oficial
Claudemir Peixoto elogia trabalho do Olímpia dentro da competição
28/08/2014

Comandando pela primeira vez a equipe do Olímpia, o técnico Claudemir da Silva Acácio Peixoto, ou apenas Claudemir Peixoto, como é conhecido no mundo esportivo, tenta levar o time olimpiense à Série A3 após quatro anos na Segunda Divisão do Campeonato Paulista.

Até aqui, a campanha tem sido muito boa. Apenas uma derrota no campeonato, ainda na primeira fase para a Inter de Bebedouro por 3 a 1, o time passou pela segunda fase invicto, com cinco vitórias em seis jogos. Claudemir não esteve no time desde início, mas desde que assumiu não sabe o que é perder ou empatar, são três vitórias nas últimas três rodadas, terminando assim, como o melhor time da fase.

Apesar da pouca idade, o treinador, que como jogador de futebol passou por São Caetano, EC São Bernardo, União Barbarense e Santos; já treinou, entre outros a Independente de Limeira, Desportivo Brasil e o União Barbarense onde teve a sua melhor passagem quando conseguiu ascender o time da Série A2 para a elite do futebol paulista em 2011.

O presidente do clube, Antonio Delomodarme, comentou sobre a confiança que deposita no trabalho de Claudemir. “Ele já tem um currículo muito bom, subiu com alguns clubes, isso pesou muito e fez com que a gente contratasse ele durante a competição. Estou contente com o trabalho, além de competente, é uma pessoa educada, que sabe falar com os jogadores e trabalha muito bem”, afirmou.

FPF: Primeiramente você poderia contar um pouco da sua experiência como jogador de futebol?
Claudemir Peixoto: Eu comecei no São Caetano, em 1990, depois joguei no EC São Bernardo, União Barbarense, Noroeste, joguei também no Santos em 1996, com jogadores que haviam sido vice-campeões brasileiro no ano anterior, joguei também no Paraná um ano depois. Em 1999 voltei para o São Caetano, na época boa do time, que tinha Silvio Luiz, Ademar, Serginho, tive a oportunidade de jogar com todos esses jogadores. A experiência foi boa e como era mais novo, pude aprender bastante com os jogadores mais velhos.

FPF: Você falou que aprendeu com os jogadores mais velhos. Acredita que da mesma forma, hoje, os jovens atletas do Olímpia podem aprender com você também?
Claudemir Peixoto: Sem dúvida nenhuma. Os meninos são novos, mas estão no intuito e tem vontade de crescer e chegar a algum lugar, isso é importante. As vezes você treina uma equipe mais velha e que não está focada e aí não leva a nada, o importante pra gente é, que apesar de novos, eles têm o pensamento de poder subir a equipe do Olímpia. Eu cheguei com a equipe já jogando bem, mas acredito que posso ajudar com a experiência que tenho, passar calma na hora que precisa e cobrar também.

FPF: Como treinador, por quais clubes você passou e conseguiu acesso?
Claudemir Peixoto: Comecei no Força Sindical em 2003, fiquei lá por dois anos e consegui subir no antigo Campeonato Paulista B2. Tirei a Independente de Limeira do rebaixamento e fui campeão da Taça Energil C com o clube em 2007, em 2008 subi com o Campinas, que hoje não existe mais, em uma campanha invicta. No ano seguinte, treinei o Desportivo Brasil, e só não consegui o acesso por um gol. Já em 2011 subi o União Barbarense para a Série A1, nessa que foi uma das minhas principais campanhas. Ano passado cheguei às fases finais com a Inter de Limeira na Série A3, mas infelizmente não subimos. Devagar e com muita qualidade eu estou ganhando o meu espaço como treinador.

FPF: Essa experiência como técnico de futebol pode ajudar o Olímpia a chegar ao seu objetivo?
Claudemir Peixoto: Acredito que sim. Com um bom tempo dentro do futebol eu adquiri um pouco de maturidade e também sei como sobreviver nessas fases decisivas. Em casa, a gente joga de um jeito, fora, a gente joga de outro, sabemos que o campeonato é longo, mas quando vai afunilando, os jogos são mais próximos e um detalhe na partida poder deixar a gente fora. Temos que ser cautelosos na hora de jogar. Vamos pegar o Taboão em um gramado sintético, que é mais difícil de jogar, o Pirassununguense e o União São João, ou seja, vamos ter que mudar a forma de jogar pra poder ter um trabalho diferente dependendo do jogo. Isso tudo acontece pela experiência dentro do futebol.

FPF: O time está muito bem desde o início, você acredita que algum setor do time se destacou mais?
Claudemir Peixoto: Quando cheguei à equipe já estava jogando muito bem, mudei algumas coisas aos poucos, alguns jogadores. Acho que o time em si tem todo um padrão desde a frente, meio e defesa, é um time bem compacto, difícil destacar apenas um setor. A defesa a gente sempre fala porque já joga junto há um tempo, tem tranquilidade, o próprio goleiro, o zagueiro Brumati. Já no ataque, às vezes, a gente muda um nome ou outro, para alterar a forma de jogar. Nesses últimos dois jogos da fase, eu troquei seis jogadores, contra o Bandeirante alguns meninos entraram e mudaram o resultado, a gente vê que é um time rápido, que tem um conjunto que quando precisa, todo mundo se ajuda e trabalha da mesma forma pra chegar em um objetivo só, por isso creio que o destaque não é apenas um jogador ou um setor e sim o time todo.

FPF: Para você, esse sucesso se deve a quê?
Claudemir Peixoto: Acredito que pela junção dos jogadores jovens que tem muita qualidade com alguns experientes. Temos cinco acima da idade permitida e sempre que a gente precisar, nós vamos utilizar um desses. É importante mesclar jogadores mais novos com os mais velhos nessa divisão. Eu cheguei e já tinha um trabalho bom, eu só dei continuidade e espero continuar obtendo sucesso.

FPF: Você falou dos jogadores mais velhos, acredita que esses jogadores ajudam os mais novos, alguns que até este ano nunca tinham jogado um campeonato profissional?
Claudemir Peixoto: Com certeza ajuda. Se pegarmos os cinco daqui, são jogadores que já jogaram a Série A2, que já passaram por vários clubes. O Fabinho já subiu com a Catanduvense, por exemplo, então você vê que são jogadores que já estiveram em finais e decisões. Eles sabem que em certos momentos os outros vão precisar do apoio deles, mesmo alguns não jogando, irão passar experiência e na hora que precisar, nós podemos contar com eles. Pra mim é isso que eles devem fazer, transmitir para os mais jovens e não deixar que a boa campanha suba na cabeça, alguns times já deixaram de subir por causa disso.

FPF: Na terceira fase os jogos são no meio e no final de semana, isso altera em alguma maneira a forma do time jogar?
Claudemir Peixoto: Como nós classificamos antecipadamente, nós fizemos um trabalho físico reforçado já pensando na terceira fase desde o jogo contra o Bandeirante. Isso se deu porque nessas duas semanas que virão, nós não vamos ter tempo de trabalhar. A cidade de Olímpia é bem afastada e nós vamos jogar em Taboão da Serra, voltamos, depois vamos para Pirassununga, isso em pouco espaço de tempo, sabemos que nesse deslocamento não teremos tempo de sobra, e pra mim esse será o nosso maior adversário, a parte física dos atletas. Na maneira de jogar não deve mudar nada, nós temos que tomar cuidado justamente com isso, para não perder jogadores por contusão.

FPF: O que é preciso fazer para manter essa invencibilidade alcançada na segunda fase?
Claudemir Peixoto: Vamos trabalhar da mesma forma, sabemos que a cada fase, o campeonato fica mais difícil, mas a gente tem que tratar do mesmo jeito, buscar a mesma força que tivemos. Trabalhar no dia-a-dia, não mudar o foco e o objetivo, o importante é isso. Eu cheguei e dei sequência no trabalho, mas ainda vamos aprimorar algumas coisas que a gente vem falhando, vamos aprimorar isso para chegar no objetivo, que é passar de fase e brigar pelo acesso, se a invencibilidade continuar será muito bom para a moral dos jogadores, mas o principal é avançar.

Fonte: Federação Paulista de Futebol


15/01
  Buscando recursos, Olímpia ainda não definiu elenco e comissão técnica
06/01
  Definida a tabela de jogos do Paulistão A3 2021
16/12
  Camisa em comemoração ao título de 1990
19/09
  No retorno da série A3 Olímpia FC vence 3x2, entra no no G-8
31/07
  Em reunião online com clubes, FPF projeta retorno da Série A3 em 20 de setembro
Mais Notícias     
 
Agência UWEBS Criação de Sites

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Notícias
Contato
Loja do Galo
Conheça Olímpia
Duda Sports